terça-feira, 29 de julho de 2008

Mora em mim

Mora em mim um curioso
andarilho das estrelas
que não sai do lugar

mora em mim
um milhão de sonhos
um milhão de sonos

mora em mim
um amigo um amante
nunca um marido

mora em mim
aquele poeta que se calou
que quase deixou de poetar

mora em mim
aquele que se inspira
na inspiração do poeta

mora em mim
aquele eu mais profundo
que não conheço bem

inspirado nos versos do amigo poeta Silvio Margarido

3 comentários:

Jeronymo Artur disse...

em mim mora um menino, um rapaz, um homem, que busca todos os dias encontrar o caminho sem atalhos, porque estes, mais fáceis, acabam se tornando menos interessantes.



gostei do blog sérgio!
um abraço!

Claudinha Bártholo disse...

Lindo amigo, adorei...
"nunca um marido" Também serve pra mim heheheh!
Beijosss

:)

Esmael disse...

Adorei o poema!!

Realemnte tem muito aa ver com todos os seres humanos!!

Abraçao pra vc!