quinta-feira, 31 de julho de 2008

Levi s Strauss provocando...



A fabricante de jeans Levi Strauss venceu a principal categoria do Images in, premiação que anualmente homenageia agências de publicidade e empresas cujas campanhas fazem um retrato respeitoso da comunidade LGBT. O concurso organizado pela associação norte-americana Commercial Closet ocorreu na noite de segunda-feira, dia 28 de julho, no New World Stages, em Nova York.

quarta-feira, 30 de julho de 2008

castanhas



desafiam a vida ,
imponentes marcham
invencíveis
mesmo com outras mortas
* tantas outras mortas
sob o sol sob o sal
resiste
coração sereno
aquietado na respiração silenciosa
a provocar os dias ruins
# foto de Val Fernandes, a mulher biônica

terça-feira, 29 de julho de 2008

Mora em mim

Mora em mim um curioso
andarilho das estrelas
que não sai do lugar

mora em mim
um milhão de sonhos
um milhão de sonos

mora em mim
um amigo um amante
nunca um marido

mora em mim
aquele poeta que se calou
que quase deixou de poetar

mora em mim
aquele que se inspira
na inspiração do poeta

mora em mim
aquele eu mais profundo
que não conheço bem

inspirado nos versos do amigo poeta Silvio Margarido

sábado, 26 de julho de 2008

A fé dos homofóbicos

'Amarmos uns aos outros' também inclui não desejar o mal aos que não me são simpáticos...PRINCIPALMENTE QUEM PREGA, DEVERIA SABER.OU SE UTILIZA DE PALAVRAS VÃS, QUE NÃO NASCEM DO CORAÇÃO.

30/06/2008

'Dizem eles que a criminalização da homofobia levará à prisão em massa de pastores e padres, e viveremos todos sob o domínio gay. A história ensina que essa lei será aprovada, e a vida seguirá seu curso regular, sem nada de extraordinário'

Em 1946, quando os negros reivindicaram a inclusão de alguns direitos na Constituição, foi um salseiro. Foram acusados de antidemocráticos e racistas por congressistas e estudantes da UNE. Em 1988, a Constituição promoveu o racismo de contravenção a crime. Ninguém chiou. Na década de 50, quando se discutia o divórcio, teve cardeal dizendo que se devia pegar em armas para combater a proposta. Em 1977, o Congresso aprovou o divórcio. Não houve tiroteio, e a igreja do cardeal nunca mais tocou no assunto. Recordar é viver.

Agora, os evangélicos estão anunciando o apocalipse caso o Senado faça o que a Câmara já fez: aprovar lei punindo a homofobia com prisão. A lei em vigor pune a discriminação por raça, cor, etnia, religião e procedência nacional. A nova acrescenta a punição por discriminação contra homossexuais. Cerca de 1000 evangélicos tentaram invadir o Senado em protesto. Dizem que a criminalização da homofobia levará à prisão em massa de pastores e padres, e viveremos todos sob o domínio gay. A história ensina que, cedo ou tarde, a lei, ou outra qualquer com objetivo similar, será aprovada, e a vida seguirá seu curso regular sem nada de extraordinário.

Os evangélicos e aliados dizem que proibir a discriminação contra gays fere a liberdade de expressão e religião. Dizem que padres e pastores, na prática de sua crença, não poderão mais criticar a homossexualidade como pecado infecto e, se o fizerem, vão parar no xadrez. É uma interpretação tão grosseira da lei que é difícil crer que seja de boa-fé.

Tal como está, a lei não proíbe a crítica. Proíbe a discriminação. Não pune a opinião. Pune a manifestação do preconceito. Uma coisa é ser contra o casamento gay, por razões de qualquer natureza. Outra coisa é humilhar os gays, apontá-los como filhos do demônio, doentes ou tarados. É tão reacionário quanto uma Ku Klux Klan alegar que a proibição da segregação racial fere sua liberdade de expressão. Querem a liberdade de usar a tecnologia Holerite de cartões perfurados pela IBM?

Alegam que a liberdade religiosa fica limitada porque combater o pecado vira crime. É um duplo equívoco. O primeiro é achar que uma doutrina de crença em forças sobrenaturais autoriza o fiel a discriminar o herege. O segundo é atribuir à lei valor moral. O direito penal não é instrumento para infundir virtudes. É um meio para garantir o convívio minimamente pacífico em sociedade. Matar é crime não porque seja imoral, mas porque a sociedade entendeu que a vida deve ser preservada. Dúvidas? Recorram ao Supremo Tribunal Federal. Na democracia, é assim. Lei não é bíblia de moralidade.

O que essa proposta pretende dar aos gays, e sabe-se lá se terá alguma eficácia, é aquilo a que todo ser humano tem direito: respeito à sua integridade física e moral. Os evangélicos, pelo menos os que foram a Brasília, dão prova de desconhecer que seres humanos não diferem de coisas só porque são um fim em si mesmos. Os seres humanos diferem das coisas porque, além de tudo, têm dignidade. As coisas têm preço.

André Petry é colunista no portal Abril.com

SAT NAM!

Show Montage



A area cultural da Semana da Diversidade promete ser especial este ano. Show com a Banda de eletro rock Montage ( confira ) , mostra de filmes mix brasil, e muito mais...

Sou Cidadão mereço respeito !!!
Por um Estado laico de fato

Semana da Diversidade, Acre 2008

Entrevista Montage



O grupo de eletro rock cearense será uma das atividades da Semana da Diversidade, acreana !!!
Imperdível, principalmente para os mais caretas...

Código de Ética Xamânico



1. Levante com o Sol para orar. Ore sozinho. Ore com freqüência. O Grande Espírito o escutará se você, ao menos, falar.

2. Seja tolerante com aqueles que estão perdidos no caminho. A ignorância, o convencimento, a raiva, o ciúme e a avareza, originam-se de uma alma perdida.
Ore para que eles encontrem o caminho do Grande Espírito.

3. Procure conhecer-se, por si próprio. Não permita que outros façam seu caminho por você.
É sua estrada, e somente sua. Outros podem andar ao seu lado, mas ninguém pode andar por você.

4. Trate os convidados em seu lar com muita consideração. Sirva-os o melhor alimento, a melhor cama e trate-os com respeito e honra.

5. Não tome o que não é seu. Seja de uma pessoa, da comunidade, da natureza, ou da cultura. Se não foi ganhado nem foi dado, não é seu.

6. Respeite todas as coisas que foram colocadas sobre a Terra. Sejam elas pessoas, plantas ou animais.

7. Respeite os pensamentos, desejos e palavras das pessoas. Nunca interrompa os outros nem ridicularize, nem rudemente os imite.
Permita a cada pessoa o direito da expressão pessoal.

8. Nunca fale dos outros de uma maneira má. A energia negativa que você colocar para fora no universo, voltará multiplicada a você.

9. Todas as pessoas cometem erros. E todos os erros podem ser perdoados.
10. Pensamentos maus causam doenças da mente, do corpo e do espírito. Pratique o otimismo.

11. A natureza não é para nós, ela é uma parte de nós. Toda a natureza faz parte da nossa família Terrena.

12. As crianças são as sementes do nosso futuro. Plante amor nos seus corações e ágüe com sabedoria e lições da vida. Quando forem crescidos, dê-lhes espaço para que cresçam.

13. Evite machucar os corações das pessoas. O veneno da dor causada a outros, retornará a você.
14. Seja sincero e verdadeiro em todas as situações. A honestidade é o grande teste para a nossa herança do universo.

15. Mantenha-se equilibrado. Seu Mental, seu Espiritual, seu Emocional, e seu Físico, todos necessitam ser fortes, puros e saudáveis.
Trabalhe o seu Físico para fortalecer o seu Mental.
Enriqueça o seu Espiritual para curar o seu Emocional.

16. Tome decisões conscientes de como você será e como reagirá.
Seja responsável por suas próprias ações.

17. Respeite a privacidade e o espaço pessoal dos outros. Não toque as propriedades pessoais de outras pessoas, especialmente objetos religiosos e sagrados. Isto é proibido.

18. Comece sendo verdadeiro consigo mesmo. Se você não puder nutrir e ajudar a si mesmo, você não poderá nutrir e ajudar os outros.

19. Respeite outras crenças religiosas. Não force suas crenças sobre os outros.
20. Compartilhe sua boa fortuna com os outros. Participe com caridade.

quinta-feira, 24 de julho de 2008

The dark Knight



Fui assistir ontem no cine João Paulo Batman - the Dark Knight. Apesar da péssima qualidade de som e das luzes se acenderem antes de entrar os créditos finais ( realmente, não sei o que acontece com este cinema) , o filme é ótimo, do primeiro ao último fotograma, tensão emocional, ação que não é gratuíta.

Finalmente, com esta nova série de filme do Batman, conseguiram fazer um trabalho que corresponde a complexidade deste herói sombrio. Um personagem atormentado pelo trauma do assassinato dos pais.

Neste novo filme, vemos como uma sociedade corrupta e atormentada gera figuras cinistras e psicóticas, e discute se o papel do justiceiro, do próprio herói. O cinismo do brilhante curinga jogando suas cartas , apenas querendo quebrar a ordem que não existe. O curinga, a carta que corresponde a todos os naipes e não é nenhum específico. O clown diabólico. Aquele que não pertence a regra nenhuma , pois não tem nenhuma regra interior.

A cena em que ele queima uma montanha de dinheiro, frustrando seus comparsas é muito forte. Pois nos coloca de frente a pergunta, o que o move a agir se não é grana ? O que representa o curinga ?

Christopher Nolan, o diretor o filme, acertou em cheio na fotografia sombria, expressionista. Do mesmo modo que acertou na escolha dos atores. Todos brilhantes.
A atuação de Ledger, em seu último trabalho, está maravilhosa. O curinga é pertubador e fascinante e Bale, o Batman, está impecável, tanto como o playboy Bruce quanto como o próprio cavaleiro das trevas.
O conteúdo emocional de Batman é tão sombrio quanto os inimigos que enfrenta. A pertinente e cinistra pergunta do curinga : quem é mais louco, ele ou o Batman ? reflete o que este novo filme se propõe.

A linha tênue que separa o herói do justiceiro é questionada e quase rompida inúmeras vezes durante o filme.

O filme vale a pena ser conferido e refletido em toda a sua complexidade. Cinema, e dos bons !!!



terça-feira, 22 de julho de 2008

Dantas, Professor, José Alexandre, Beto Rocha... Vocês são culpados!

De Valdecir Nicacio Lima

Não há outros culpados pela morte de vocês senão vocês mesmos. Foram vocês que começaram a falar a palavra gay pra definir suas condições de homossexuais (antes só se falava viado). Foram vocês que desafiaram a sociedade ao assumir publicamente suas homossexualidades. Foram vocês que inventaram esse negócio de fazer arte e cultura juntamente com todos os outros segmentos sociais, mesmo que para isso tivesse que encarar algumas caras de desdenhe e de má vontade para com seus pleitos, justamente por preconceito daqueles que teriam a obrigação de, no mínimo, respeitar a lei quando ela diz que é crime segregar por motivos religiosos, sexuais e de credo.
Foram vocês, cada um em sua área, que desafiaram todas as adversidades sociais, para mostrar capacidade, dedicação e competência em suas atividades profissionais sem nunca deixar que suas orientações sexuais interferissem nas suas atividades profissionais e saibam que isso incomoda muita gente.
Foram vocês que procuraram a morte quando inventaram esse negócio de parada gay, de luta por direito dos homossexuais, de combate a homofobia, de escolha de rainha gay no carnaval. Vocês também inventaram uma conferência estadual de gay lésbica, transexuais e travestis de Rio Branco para lutar contra o preconceito (quanta ousadia).
Inventaram até de lutar pela aprovação pela Câmara Municipal de Rio Branco de um projeto de lei criando o dia de combate à homofobia (foi muito abuso). Isso tudo é um desaforo à essa sociedade rancorosa, preconceituosa e hipócrita que vocês tiveram a má sorte de escolher pra viver. Vocês são culpados por terem nascido no nosso tempo mas pensavam com uma cabeça 50 anos na frente.
Embora estejamos comemorando no mundo inteiro os 60 anos da Declaração Universal do Direitos Humanos, isso não quer dizer que vocês já podiam usar uma bandeira em forma de arco-íris exigindo respeito à diversidade pois, a sociedade onde vocês conviviam ainda se pauta pela adversidade e pela intolerância hipócrita com as diferenças.
Estava na cara que vocês iriam morrer assim,quando eles dilaceraram o peito do Beto Rocha com aquelas facadas, estavam na verdade, cortando o próprio peito, eles queriam tirar de dentro do peito do Beto o que tinham dentro do próprio peito mas não tinha coragem de assumir. Quando jogaram o corpo de Dantas dentro daquele igarapé, também estavam querendo lavar a própria alma de tudo sentimento que carregam no peito mas não têm coragem de botar pra fora em forma de carinho, afeto e amor como vocês fizeram a vida inteira.
Quando imobilizaram o corpo de Zé Alexandre, eles estavam tentando imobilizar dentro deles mesmo toda carga de desejo proibido que carregam no peito mas por uma convenção social
e um sentimento religiosos raivosos não o deixa sair das próprias amarras.
Quando eles encheram a boca do Zé Alexandre de sabão, deram a pista mais significativa do sentimento que envolve esses monstros, eles queriam lavar neles mesmos toda sujeira emocional que carregam na alma e que não podem expor em público.
Portanto meninos, vocês são os culpados por suas próprias mortes porque vocês fizeram eles se descobrirem, vocês despertaram neles os monstros adormecidos que permeiam as mentes doentias que insistem inclusive em não aceitar que esta barbárie cometida contra vocês não foi um crime de homofobia.
Por culpa de vocês, nós simpatizantes e menos preconceituosos, vamos sair às ruas protestando contra a violência, a indiferença, o ódio e pedindo justiça, enquanto seus algozes enrustidos e travestidos de democratas e cidadãos conscientes vão nos observar das calçadas e sacadas, alguns até vão nos aplaudir e hipotecar apoio, mas, dentro do próprio peito, eles já escolheram a próxima vítima para nossa próxima passeata.

* Mestre em Direitos Humanos

Artigo publicado no Jornal Página 20, 09/07/2008

terça-feira, 15 de julho de 2008

(As pessoas não compreendem nem o louco nem o sábio. É difícil distinguir um do outro, por isso)

por Rodox, o menino do dedo verde

(do blog plantas que falam)

Um amigo no trem - papo de msnm






Dan diz:
aí a dúvida mora em voltar e terminar a faculdade, ou ir pra europa e ir conhecer o mundo um pouco mais.....

crellier@hotmail.com diz:
hehehehe

Dan diz:
nenhum amor, nesse sentido namoresco

Dan diz:
mas to amando o palhaço que to fazendo, aprender ingles, xadrez....

Dan diz:
e aprendendo a conseguir ficar em paz comigo..rssrrs

crellier@hotmail.com diz:
mas gira mundo gira peão

Dan diz:
ate a pomba gira ,
huahauahauahauahauhaua
crellier@hotmail.com diz:
saudades mesmo , irmão !!!

Dan diz:
tb

crellier@hotmail.com diz:
vc é um dos meus amigos que passei momentos incriveis, naquele carnaval inesquecivel na Lapa,cantando embriagados de vida Clara Nunes e Chico Buarque, o daime nas pedras de Itacoatiara, as sementinhas mágicas...

crellier@hotmail.com diz:
ah garoto !!!

crellier@hotmail.com diz:
agora um oceano de distancia
Dan diz:
ainda vamos passar carnaval no rio juntos, né?

crellier@hotmail.com diz:
depois de veneza,singapura e africa do sul,podemos até pensar na possibilidade...

Você acabou de pedir a atenção.

Dan diz:
ta marcado então

Dan diz:
nos encontramos na espanha?

crellier@hotmail.com diz:
vamos largar esta vida chata e conhecer tudo, até marte
Todas as mulheres e homens e drogas do mundo ( olha , só as psicodélicas, as quimicas são depre demais)
Dan diz:
putz eu tenho problema com as psicodelicas...

crellier@hotmail.com diz:
hehehehehe

Dan diz:
fico paranoico, perseguido e essas porra

crellier@hotmail.com diz:
então, que a vida seja o combustivel para nossa loucura

Dan diz:
um brinde a vida !!!

Dan diz:
aho

Dan diz:
e tem o haxixe do marrocos !!! rs...

segunda-feira, 14 de julho de 2008

um respiro

Respiro o silêncio de uma nova vida
a gestação de um ciclo novo
sonhos bons e grandes idéias
murmuram em meu sangue
alimenta meus dias de esperança
Mesmo na luta e na dor
tudo é sempre possível
pois somos milagre e mistério
sempre podemos mais
sempre somos mais

não há rótulos nem definições
sempre sobra ou falta

não há forma
não há fôrma

há dança
há música
há energia

A vida em toda sua contradição
e complexidade
celebra a cada nascer do dia
a cada cair da noite
o grande mistério

o milagre da existência

quinta-feira, 10 de julho de 2008

um grito de revolta

Até quando vamos ficar fingindo que nada acontece ?
Quantos amigos vão precisar morrer ?
Quantos outros vão precisar enlouquecer e se viciar e sair por ai ?
Quantas casas precisarão ser roubadas e quantas famílias destruídas ?
Quantas novas bocas serão inauguradas com requinte bem debaixo de nossos olhos?

Até quando vamos perguntar de quem é a culpa ?
Até quando vamos plantar sementes de preconceito em nossas vidas?
Até quando vamos fechar os olhos?
Até quando vamos celebrar a nossa escravidão ?

Até quando vamos ficar em discursos intermináveis ?
Até quando a cegueira vai escurecer nossa realidade?

uma homenagem seca

Mataram o Zé
Mataram o Dantas
Mataram o Beto
Mataram o Aldenir

Mataram uma menina com 19 facadas
Quase mataram uma mãe e um filho em um assalto frustrado

Mataram uma geração matando seus sonhos
Mataram meus amigos, grande parte deles

Caminham mortos entre ruas escuras
Com outros mortos que também matam
E morrem e matam

Amigos que enlouquecem pois a dor é imensa
A existência vazia de uma geração roubada
O silêncio revolto dos cadáveres esquecidos
O sinal do descuido nas nossas televisões

O medo na sua forma mais sinistra
O silêncio de uma tentativa tímida de sorriso
As vitrines assassinas um salário assassino
A sombra de uma geração

A bandeira colorida pisoteada
Cores sujas tristes pelas ruas da cidade
No fervor cínico de uma oração
Celebram o tempo da estupidez e da morte

Mataram o Zé
Mataram o Dantas
Mataram o Beto
Mataram o Aldenir

O grito silenciado em todos os nossos corações
O passo veloz paralizado na utopia de um mundo novo

E tudo vira fumaça no meio do ano
Folhas, sonhos, segredos
Meninos, meninas, amigos

Esfumaceia-se o mundo
Sufocamos nós que não ousamos atravessar
Para o outro lado

Nós que sempre ficamos na beira
Na entrada da porta
Nunca ousamos ver o que está lá
Do outro lado