sexta-feira, 23 de maio de 2008

O salmo na Umbanda !!!


Oxalá é meu Pastor, nada me faltará
Deitar-me faz nos verdes campos de Oxossi
Guia-me Pai Ogum mansamente nas águas tranquilas de Nanã Buruquê
Refrigera minha alma Pai Abaluaê
Guia-me mãe Oyá pelas veredas da justiça de Pai Xangô
E ainda que eu ande pelo vale da sombra e da morte de Omulú
não temerei mal algum, porque Zambi está comigo
Pois o cajado de Oxalá é meu guia na direita e na esquerda
Me consola mamãe Oxum
Prepara uma mesa cheia de vida para mim, oh mãe Iemanjá
Exú e Pombo gira afaste de mim os inimigos da caminhada
Unge a minha coroa com o óleo consagrado de Olorum
E o meu cálice que é meu coração transborde com a pureza de Ibejada
E certamente, a bondade e a misericórdia de Oxalá estaram comigo por todos os dias de minha vida!".

Um comentário:

Marcos Afonso disse...

Querido amigo Sérgio!

Lindo o seu blog. Minha primeira navegada e me sinto bem.
É limpo, suave e denso.
O diário de Cuzco ficou muito legal. E as fotos, então... Poderia copiá-las com os devidos créditos?
Outra: copiei o Salmo na Umbanda. Que coisa sensível, sincrética, como é sincrética a busca por Ele.
Vou citá-lo, de vez em quando, nas minhas palestras.
Ah, Sócrates agitou seus átomos de alegria ao ter mais um amigo que sabe que nada sabe..., como os raros e loucos.
Grandíssimo abraço e parabéns!
Do amigo,

Marcos Afonso.